SEM RESPEITO: Idaron não “dá bola” a ofícios da Assembleia

O presidente da Idaron, o ex-deputado federal (PT) Anselmo de Jesus, pelo visto, não tem o menor respeito pela Assembleia Legislativa, conforme o deputado Adelino Follador que criticou ontem o dirigente, dando a entender que nem ofícios encaminhados ao órgão são respondidos
Na sessão de ontem da Assembleia, Follador disse que quando procurou saber do dirigente da Idaron, sobre três ofícios versando acerca da mesma coisa, a resposta que teve é de que Anselmo nem teria recebido os documentos.

Adelino disse ser necessário que o governador Confúcio Moura exonere o presidente da Idaron, citando que lhe falta competência para gerir o órgão. ““Se ele não tem controle nem dos ofícios que recebe, tem que sair”, afirmou o deputado
Adelino não mediu o discurso e acusou o ex-deputado petista de “falta de responsabilidade” e de desrespeito para com o Poder Legislativo.

Segundo o deputado, o ofício encaminhado pela Comissão de Agricultura é referente a um termo de cooperação do qual ele não é obrigado a concordar, mas que pelo menos, deveria responder os documentos enviados pela comissão e pela Casa de Leis.

“Legalmente ele tem a obrigação de responder. Pedi que sejam juntados os ofícios anteriores. Este parlamento não pode ser desmoralizado, assim como a comissão e os trabalhos por ela executados”.

(*) O ALTO MADEIRA tentou contato com a Idaron, via telefone, e não foi atendido. O número de celular fornecido pela Superintendência de Comunicação do Governo não existe, segundo a operadora.


BIOCOMBUSTÍVEL
A batata-doce, cultivada em várias regiões de Rondônia, deverá ganhar um novo impulso, com a instalação de uma usina de produção de etanol a partir da raiz tuberosa, base do biocombustível, em Theobrama. O projeto foi apresentado anteontem ao presidente da ALE deputado Maurão de Carvalho.

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px