Temer dá sinais de “novos rumos” para a Operação a partir do mês de setembro

Presidente empossa nova direção na PGR em setembro e já fala em mudança na Lava Jato Presidente empossa nova direção na PGR em setembro e já fala em mudança na Lava Jato

O presidente Michel Temer voltou a Brasília na manhã de ontem, sábado, segundo informou sua assessoria de imprensa. O peemedebista havia chegado por volta das 19h de 6ª feira a seu escritório em São Paulo, após sair de Brasília no meio da tarde. Na agenda do presidente, ontem, não havia previsão de compromissos públicos.

Segundo o jornal Correio Braziliense, Temer disse ao Grupo Estado, esperar que, com as mudanças na Procuradoria-Geral da República (PGR) "darão o rumo correto à Lava Jato". Ele não fez referência às acusações do procurador Rodrigo Janot, mas deu a entender que espera novidades a partir de setembro quando a PGR estar sob a direção de uma procuradora eleita recentemente para o cargo.

Ainda conforme o Correio, na entrevista Temer também não descartou a possibilidade de troca de comando na Polícia Federal (PF), mas assegurou que nunca pretendeu destruir a operação da qual virou alvo. "O rumo certo é o cumprimento da lei", disse ele.

Na última quinta-feira, presidente Michel Temer disse que a vitória de barrar na Câmara a denúncia contra ele por corrupção passiva deu início à "derrota" daqueles que querem afastá-lo. É curioso que, ao longo do tempo, o que tem acontecido é exatamente a derrota daqueles que querem ver prosperar essa eventual possibilidade do afastamento do presidente da República", afirmou, em entrevista à Rádio BandNews. Temer voltou a chamar a denúncia de "inepta" e disse que as acusações são de "natureza política".

COMPETÊNCIA
Já o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes se esquivou de comentar a decisão da Câmara dos Deputados de rejeitar o prosseguimento da denúncia criminal contra o presidente Michel Temer. Segundo Moraes, cuja indicação ao Supremo foi patrocinada pelo próprio presidente, a Constituição dá ao Legislativo a prerrogativa de encaminhar ou não a denúncia, cabendo ao STF apenas seguir o resultado.

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px