Perda: Faleceu ex-governador Angelo Angelin

Angelin governou Rondônia e depois foi abandonado pelos que ajudou, como seu sucessor, Jerônimo Santana (atrás à esquerda) Angelin governou Rondônia e depois foi abandonado pelos que ajudou, como seu sucessor, Jerônimo Santana (atrás à esquerda)

A família do ex-governador (1985/87) Angelo Angelin, comunicou que ele faleceu vítima de diverticulite, no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, na noite de anteontem, e que o sepultamento seria feito em sua cidade natal, Capivari (SP).

Vítima de uma diverticulite, a mesma enfermidade que acabou levando à morte um peemedebista histórico (o presidente eleito Tancredo Neves), Angelin não resistiu a uma infecção generalizada que agravou seu quadro após a cirurgia no hospital cuiabano. Ele estava inconsciente e respirando com a ajuda de aparelhos desde a realização da cirurgia que tentou superar seu problema. Seu falecimento aconteceu às 18:10h desta segunda-feira, 03.

Ele faleceu aos 82 anos de idade. Era professor e no fim da década de 1970 se instalou em Vilhena, sendo eleito deputado estadual em 1982, e governador indicado pela coalização da Aliança Democrática para substituir Jorge Teixeira no chamado "Governo tampão" , instalado entre a saída do coronel Jorge Teixeira e a eleição de Jerônimo Santana (PMDB), também já falecido.

Angelin Iniciou sua vida pública como Secretário Municipal de Educação de Vilhena, município no qual sempre residiu. Foi também Administrador de Colorado do Oeste, quando ainda era Distrito de Vilhena.

“Ele amava Vilhena e Rondônia”, disse a viúva, Elisabete Ansilieiro. O governador Confúcio Moura decretou 3 dias de luto oficial.

Angelin era discreto e muito conciliador, admitia ter mágoa dos que se beneficiaram de sua gestão e depois o abandonaram

Para demonstrar seu amor por Rondônia ele disse à esposa Elizabeth que queria, em seu caixão, fosse colocada a Bandeira de Rondônia

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px