CASO TEMER: “Base” quer mandar denúncia de volta ao STF

Como era de se esperar, mal terminada a leitura no Plenário da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, vários deputados da base do Planalto criticaram a decisão do STF de enviar o documento à Câmara sem cumprir prazo de 15 dias para a defesa, como pediu ao supremo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) pediu que a denúncia seja devolvida ao STF e disse que vai recorrer à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. “É uma exigência legal”, disse Teixeira, referindo-se aos prazos para defesa na Justiça.

O deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) foi na mesma linha. “A questão da defesa é indisponível. Não cabe ao juiz, por sua manifesta vontade, sonegar qualquer prazo. O prazo não é do juiz, é da lei. É preciso que a gente preste atenção nesse processo”, afirmou.

Mas o deputado Mauro Pereira (PMDB-RS) minimizou a polêmica. “Houve petição do advogado de Temer para que a denúncia fosse encaminhada logo [para a Câmara], pelo interesse que este momento seja abreviado e que a análise da denúncia tenha rapidez”, disse.

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px