101 mil vivem nas ruas de todo o Brasil

40% desta legião de invisíveis ‘mora’ em cidades com mais de 900 mil habitantes 40% desta legião de invisíveis ‘mora’ em cidades com mais de 900 mil habitantes

REDAÇÃO
O Brasil tem pouco mais de 100 mil pessoas vivendo nas ruas, de acordo com levantamento do Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Este número pode ter dobrado nos últimos dois anos por conta do agravamento da crise econômica e da elevação do desemprego. O Texto para Discussão Estimativa da População em Situação de Rua no Brasil aponta que os grandes municípios abrigavam, naquele ano, a maior parte dessa população. Das 101.854 pessoas em situação de rua, 40,1% estavam em municípios com mais de 900 mil habitantes e 77,02% habitavam municípios com mais de 100 mil pessoas. Nos municípios com até 10 mil habitantes, a porcentagem era de apenas 6,63%.

O especialista em políticas públicas e gestão governamental, lotado no Ipea e também autor do estudo, Marco Antônio Carvalho Natalino, ressaltou a importância de dados atualizados sobre o tema, pois eles são essenciais à formulação e implementação de políticas públicas para essa parcela de brasileiros.

Para os municípios com mais de 100 mil habitantes, Natalino diz ser preciso mais que informações básicas. “Nos municípios menores, o desenvolvimento e a disponibilização de metodologia de diagnóstico da população de rua pode fomentar a incorporação desse segmento nas atividades de vigilância socioassistencial desenvolvidas pelos governos municipais.”
O pesquisador propõe que a contagem dessa população seja incorporada ao Censo de 2020 e que, até lá, o governo federal incentive as gestões municipais a conhecerem melhor quem está em situação de rua.

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px