MP em Vilhena indicia em série ex-prefeitos e secretários

Ex-prefeito Zé Rover, de Vilhena, acusado de ter despesas pagas com verba de corrupção Ex-prefeito Zé Rover, de Vilhena, acusado de ter despesas pagas com verba de corrupção

Vilhena, Rondônia (Jornal Folha do Sul) - O promotor Elício de Almeida e Silva denunciou ,na 2ª Vara Criminal de Vilhena, nove pessoas acusadas de participação no desvio de verbas da Secretaria Municipal de Comunicação. Dois secretários, Luís Serafim, da própria Semcom, e Gustavo Valmorbida, de Integração Governamental, já haviam sido condenados a 76 anos de prisão pelo mesmo crime.

Os nomes dos novos denunciados não podem ser divulgados porque o processo corre em segredo de justiça, uma vez que envolve suposta delação do ex-prefeito de Vilhena, Zé Rover (PP), ainda em fase de homologação.

Os nove acusados responderão pelos seguintes crimes, segundo entendimento do MP: peculato, fraude a licitação, falsidade ideológica e Organização Criminosa. O juiz Adriano Lima Toldo, o mesmo que condenou os ex-secretários, já recebeu a denúncia e está fazendo a citação de todo o grupo para apresentar sua defesa.

ENTENDA O CASO
Em 2015, um processo para aplicação das verbas de publicidade em ações da prefeitura, foi aberto pela Semcom. Numa licitação considerada fraudada, o jornal Correio de Notícias ficou responsável por repassar os pagamentos a empresas de comunicação e publicidade, mesmo após a morte do dono do veículo de imprensa. O esquema rendeu as primeiras condenações na série de escândalos que se sucederam na prefeitura de Vilhena. Lembre aqui.

O QUE DIZ O EX-PREFEITO?
Ainda não julgado nesta ação, o agora ex-prefeito Zé Rover (PP), citado como tendo tido algumas despesas pessoais pagas com o dinheiro desviado, foi ouvido nesta semana em audiência. Ele disse que não sabia que os recursos usados nos pagamentos eram fruto de uma ilegalidade.

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px