Com pouco efetivo, PRF aplica ações para frear abusos na BR

Polícia Rodoviária Federal intensifica fiscalizações e orientações na Semana Nacional do Trânsito Polícia Rodoviária Federal intensifica fiscalizações e orientações na Semana Nacional do Trânsito

O não uso do cinto de segurança, manipulação de aparelho celular enquanto dirige, excesso de velocidade viram vilões das estradas

Instituída pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a Semana Nacional do Trânsito começou segunda-feira (18) com intensa fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas rodovias de Rondônia. Segundo o inspetor Marcos Emanuel Nogueira Moreira, o foco da operação durante toda a semana é orientar os condutores sobre os cuidados com o uso do cinto e velocidade permitida.

Realizada todo mês de setembro, é o Contran quem define todos os órgãos envolvidos e a temática a ser desenvolvida durante a semana. “A temática deste ano é ‘Minha escolha faz a diferença’, e com este tema a PRF procura conscientizar os condutores da importância de um trânsito seguro, das pequenas ações dos condutores serem colocadas em prática como o uso do cinto de segurança, a não utilização do telefone celular enquanto está dirigindo, são exemplos que serão abordados no período”, diz o inspetor.

Segundo o inspetor Emanuel, os índices de acidentes de trânsito no Brasil dão conta de mais de 40 mil mortes por ano, principalmente por negligência, o não uso do cinto de segurança, manipulação de aparelho celular enquanto dirige, excesso de velocidade e ultrapassagens em locais proibidos.

“Uma das grandes dificuldades da Polícia Rodoviária Federal é a falta de efetivo para atuar com a fiscalização mais veemente. Seria fundamental a contratação de mais policiais por parte do governo federal. A rodovia em Rondônia tem um trecho próximo a Jaru que não está muito bom com bastante buraco e não tem acostamento feito e requer mais atenção do condutor. Em Porto Velho, principalmente no perímetro urbano e entre os distritos, a BR recebeu melhorias consideráveis e está em bom estado de conservação para o tráfego”, revela.

Mesmo com a dificuldade de baixo efetivo, o inspetor esclarece que o trabalho ostensivo da polícia tem sido destaque nos últimos meses com a apreensão de drogas, que devido o estado estar localizado em área de fronteira, e o tráfico é intenso na rodovia 364. “Recebemos muitas denúncias sim, pelo 191, que são apuradas pelo núcleo investigativo da PRF, mas a maioria das apreensões acontecem mesmo no patrulhamento ostensivo, a presença policial de repressão e abordagem para identificação de infratores. Então é muito importante o combate ao uso de drogas nas rodovias, o que reflete, também, nos índices de acidentes”, finaliza.

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px