Jornal de Rio Branco critica doação ao HC de Porto Velho

Pacientes e acompanhantes de toda a região ficam na Casa de Apoio, com despesas por conta de Rondônia Pacientes e acompanhantes de toda a região ficam na Casa de Apoio, com despesas por conta de Rondônia

A deputada federal Jéssica Alves foi duramente criticada pelo jornal “Página 20”, de Rio Branco, AC, pela doação de emenda parlamentar de 500 mil reais para ajudar na construção do Hospital do Câncer da Amazônia, que está sendo construído na BR-364, sentido Candeias.

Jéssica Alves é filiada ao PMDB e deputada por aquele Estado, e o “Página 20” alega que ela deveria ter ajudado o HC em Rio Branco, cuja obra, conforme o jornal, ainda está na fase de terraplenagem.

RAZÃO DA DOAÇÃO
O AM foi em busca da razão da doação feita pela deputada Jéssica, da bancada acreana, ao Hospital em Porto Velho e, pelo visto, o “Página 20” não buscou os motivos, conforme a informação colhida com fontes ligadas ao “Barretinho”, anexo ao Hospital de Base, que atende os pacientes de câncer, tanto de Rondônia quanto do Acre (onde não há clínica especializada), do Amazonas e da Bolívia.

Os pacientes oriundos dos municípios e daquelas outras regiões dispõem em Porto Velho de uma casa de apoio, onde o doente tem direito a hospedar um acompanhante, sem custos e com a despesa paga pelo HC rondoniense.

Conforme as fontes ouvidas o custo mês do “Barretinho” é de 2,4 milhões de reais e o aporte que recebe, exclusivo de um único repassador, o Governo do Estado de Rondônia, é de 1,950 milhão a cada 30 dias, o que deixa um “buraco” no período de 500 mil reais.

Esse meio milhão estaria vindo de doações feitas por grupos de voluntários que organizam eventos, em Rondônia e, também, em Rio Branco (AC), através de leilões, bingos etc. Na capital daquele Estado há pessoas que sempre realizam esses eventos, como uma forma de contribuir com as despesas do “Barretinho”.

Atualmente o Governo do Acre, conforme outra fonte ligada à Sesau, estaria entrando em entendimentos com o de Rondônia para encontrar uma forma de compensar as despesas com os doentes dali oriundos, mas ainda está em fase de negociação inicial.

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px