KAXARARI: Índios confirmam protesto e Acre pode ficar sem energia

João disse que não vão chegar derrubando torres e sim, vão acampar na área João disse que não vão chegar derrubando torres e sim, vão acampar na área

Duas torres do linhão que levam energia para o ‘Acre’ fixadas na Linha 2 em Extrema de Rondônia são os alvos dos índios da etnia Kaxarari na região da Ponta do Abunã. Localizadas ao lado da estação repetidora de sistema optíco da Eletrobras, serão cercadas na próxima quarta-feira, 19, por cerca de 300 índios, que já se preparam para o protesto que pede energia, educação de qualidade, estradas e saúde para os integrantes de seis aldeias da T.I. Kaxarari. São elas, Kawapó, Buriti, Tshakuby, Barrinha, Central e Aldeia Nova.

Na aldeia Kawapu, o cacique Cesar Kaxarari falou sobre o protesto por energia graças a promessas não cumpridas e garantiu que irão realizar a tomada de torres da Eletrobras.
Disse ‘viver entre dois governadores (Acre e Rondônia) e espera que os dois se ‘mexam’ para evitar danos. ( Confira vídeo)
Outro indígena, Joao Kaxarari também se pronunciou e reiterou que se não forem atendidos, não resta alternativa. Diz que já abriram inclusive picada na mata para trazer postes, que não chega a três quilômetros. ‘Mais de três anos se passaram e até hoje não vieram aqui’ afirma.

João disse que não vão chegar derrubando torres e sim, vão acampar na área e aguardar autoridades para abrir negociação. (Informações: Rondoniaovivo)

PORTO VELHO

Banner 468 x 60 px